ANTT divulga lista das empresas de ônibus rodoviários mais reclamadas em 2020

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) divulgou no dia 23 de dezembro de 2020, o Relatório Semestral de Resultados da Ouvidoria do primeiro semestre de 2020, com a lista das empresas de ônibus rodoviários mais reclamadas na ouvidoria da agência.

O documento possue 23 páginas e foram registradas 3.405 reclamações de passageiros.

Os cinco principais motivos de reclamação foram:

  • Atraso (Longa Distância): 941 (27,6%)
  • Transporte Clandestino ou Irregular: 931 (27,3%)
  • Avaria Mecânica ou Defeito em equipamento obrigatório (Longa Distância): 743 (21,8%)
  • Itinerário, linha, frequência ou horário (Semiurbano): 396 (11,6%)
  • Benefício do Jovem Estudante (Longa Distância): 394 (11,6%)

As vinte empresas mais reclamadas foram:

  • Gontijo: 504
  • Kaissara: 419
  • Taguatur: 309
  • UTB – União Transporte Brasília: 261
  • Novo Horizonte: 211
  • Util – União Transporte Interestadual de Luxo: 210
  • TCB: 200
  • Solimões: 196
  • Rotas de Viação do Triângulo: 195
  • Itapemirim: 193
  • Real Maia: 183
  • Catarinense: 164
  • Viação Progresso: 154
  • Eucatur: 132
  • Coutinho e Ferreira: 129
  • EMTRAM: 119
  • Kandango (Catedral Turismo): 107
  • Cometa: 104
  • Motta: 99
  • Expresso Guanabara: 95

Confira aqui o Relatório da Ouvidoria da Agência Nacional de Transportes Terrestres na íntegra.

O passageiro pode registrar reclamações das empresas de ônibus rodoviários no site da agência.

Eduardo Paulino

Paulistano, aquariano e prestativo. É apaixonado pelos temas empreendedorismo, marketing digital, mobilidade urbana e recursos humanos. Também cria conteúdo no Mobilidade Sampa, Mobilidade Curitiba, Mobilidade Floripa, Mobilidade Rio e Mobilidade Porto Alegre. Quer entrar em contato com o Eduardo? Escreva para eduardo@grupopln.com.br.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.