Como não transformar a sua Black Friday em Black Fraude

Neste post você vai conferir dicas úteis dadas pelo Nubank de como não transformar a sua Black Friday em Black Fraude.

Confira abaixo as seis dicas:

1) Busque o histórico de preços do produto

Você sabe quanto o produto custava antes? Isso vai te ajudar a entender se a promoção é real ou não. Sites como Buscapé e Zoom já fazem esse rastreio de preços.

2) Reputação do site ou loja

O site Reclame Aqui anualmente faz um balanço das reclamações da Black Friday e aponta quais foram as lojas que mais receberam reclamações, além do motivo de cada uma. Observar as reclamações em anos anteriores é uma boa estratégia.

3) Atenção ao frete

Pode acontecer do frete estar maior que a média e o normal, de forma que compensa o desconto oferecido no preço. Desconfie do frete e compare com o que é cobrado em outras lojas online.

4) Pesquise em outras lojas

Uma dica antiga, mas de ouro. Compare os preços de um mesmo produto em lojas diferentes, inclusive aquelas que não oferecem descontos da Black Friday, para saber se realmente existe desconto sobre o preço original.

5) Atenção ao prazo de entrega

Muitas vezes, por conta do volume de vendas no mesmo período, as lojas podem demorar mais do que o normal para realizar a entrega – e, neste caso, será que os descontos valem a pena? Ninguém quer ficar sem presente de Natal, não é mesmo?

6) Segurança nas compras online

Um dos tipos mais comuns de golpe é enganar o cliente para que ele mesmo entregue os seus dados. Confira aqui como aproveitar a Black Friday com segurança.

Considerações finais

Eu espero que essas dicas sobre como não transformar a sua Black Friday em Black Fraude tenham sido úteis para você.

E você? Tem alguma dica adicional? Me conte abaixo nos comentários.

Um grande abraço e boas compras!

Eduardo Paulino

Paulistano, aquariano e prestativo. É apaixonado pelos temas empreendedorismo, marketing digital, mobilidade urbana e recursos humanos. Também cria conteúdo no Mobilidade Sampa, Mobilidade Curitiba, Mobilidade Floripa, Mobilidade Rio e Mobilidade Porto Alegre. Quer entrar em contato com o Eduardo? Escreva para eduardo@grupopln.com.br.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.